A Formação

O corpo é o eixo fundamental e guia do processo terapêutico, portanto o conhecimento profundo da anatomia e biomecânica da estrutura corporal é parte importante da Formação.

A forma de ensino não é apenas teórica. Os trabalhos de consciência corporal são vivenciados antes da teoria. Primeiro sentir para depois teorizar é a filosofia que dirige todo o processo da Formação. Desde o primeiro dia o aluno aprende a escutar e compreender os conteúdos psicoafetivos que se escondem nos tecidos, particularmente na pele e nos músculos, tanto no seu corpo como no corpo do colega/ aluno com o quem está trabalhando.

O corpo contém a memória da pessoa. O método ajuda a expressar esta memória e acompanhar todas as suas manifestações: físicas, psíquicas, afetivas e emocionais.

O futuro terapeuta desenvolve a capacidade de sentir e conhecer primeiro no seu próprio corpo as estruturas que serão estudadas depois.

Durante todo o período de Formação o aluno deve realizar sua terapia pessoal, o a qual é indispensável para poder conhecer-se profundamente e entender melhor seus futuros pacientes.

Após a Quinta Etapa o aluno pode ser autorizado pela equipe de formação a atender um ou mais pacientes sob supervisão intensiva. Ao final da Formação o aluno produzirá uma monografia a partir de caso(s) clínico(s) e após a avaliação realizada pela equipe pedagógica, receberá sua titulação como Terapeuta Morfoanalista.

Este processo pode durar de três e meio a quatro anos.

A Formação é dirigida a todos os profissionais da saúde física e psíquica: fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, psicoterapeutas, assistentes sociais, enfermeiros e médicos.

E também a toda pessoa interessada em se aprofundar no seu autoconhecimento e desenvolvimento pessoal através de um processo terapêutico intensivo e profundo.