Você já se deu conta do quanto à respiração está em sintonia com as emoções? Por exemplo, quando estamos tensos e com medo, prendemos o ar nos pulmões e ficamos sem respirar. Nos momentos de estresse, a respiração se torna pesada, difícil e angustiante. A respiração quando feita de forma correta, ajuda no controle e no alivio das emoções, relaxando e tranquilizando a mente. 

A respiração é realizada em duas fases: a inspiração, que é chamada de fase ativa, e a expiração, que é conhecida como fase passiva. E entre essas duas fazes existe um pequeno intervalo. Ao respirar, causamos um efeito direto na emissão da voz. Normalmente, inspiramos apenas a metade do nosso potencial, e por isso, falamos ou continuamos a falar, quando o ar praticamente já terminou.

O nosso estado emocional também está diretamente ligado à respiração. Quando estamos agitados e excitados, respiramos rapidamente e de forma irregular; quando estamos calmos e equilibrados, nossa respiração torna-se harmônica, regular, lenta e suave.

Quando os músculos respiratórios são trabalhados, eles ficam livres de restrições e se movem mais livremente.
Grande maioria das pessoas respiram a partir do pescoço, dos ombros e da parte superior do tórax, permitindo que a parte superior da caixa torácica se expanda, e os músculos do abdome são encurtados. Esse hábito é denominado de respiração paradoxal, em decorrência da contração e não expansão do abdome.

Em uma respiração mais adequada, o esterno, a caixa torácica inferior e o abdome se expandem. Essa habilidade é denominada respiração diafragmática.

Na Terapia Morfoanalítica a respiração é tratada com uma atenção especial, nos proporcionando muitos benefícios físicos e psíquicos, nos ajudando a ter uma maior conscientização corporal. O trabalho respiratório está presente em várias técnicas utilizadas.

Você ficou interessado em conhecer melhor a Terapia Morfoanalítica?

Estão abertas as inscrições para a nova turma que terá início no dia 8 de julho de 2018 em Ribeirão Preto – SP.

Para mais informações e inscrição, acesse: www.terapiamorfoanalitica.com.br